Publicidade

Posts com a Tag Caetano Veloso

segunda-feira, 7 de agosto de 2017 Notas | 16:46

Cinco discos para entender a carreira de Caetano Veloso

Compartilhe: Twitter

Um dos maiores nomes da música mundial, Caetano Veloso completa 75 anos nesta segunda-feira (7). Desses 75 anos, pelo menos 52 deles foram dedicados à música. Foram 30 álbuns de estúdio, inúmeras parcerias e obras imprescindíveis para a música brasileira.

Leia também: Caetano Veloso e Paula Lavigne engajam artistas contra Michel Temer

VELOSO=CAETANO Ensaio de Caetano para o Show 18.01.1972

Veja na lista abaixo cinco discos para entender a carreira de Caetano Veloso:

“Caetano Veloso”, de 1968

O segundo disco de Caetano é um dos mais conhecidos do cantor. O álbum é um dos pilares da Tropicália, movimento que já estava explodindo naquele ano. Tanto que Tropicália é a faixa que abre o disco. O álbum é uma explosão de ritmos que mudou a música brasileira na época e até hoje é considerado um dos melhores discos já produzidos no País. Os destaques são Alegria, AlegriaClariceSuperbacanaSoy Loco Por Ti, América.

“Caetano Veloso”, de 1969

O quarto disco do baiano, popularmente conhecido como “álbum branco”, é um dos mais experimentais da carreira dele. O álbum foi gravado depois de Caetano e Gilberto Gil saírem da prisão e mostra o músico explorando novas sonoridades, com estéticas bem diferentes daquelas que ele apresentou na fase da Tropicália e que apresentaria depois, na sequência da carreira. Os grandes destaques do álbum são Marinheiro SóAtrás do TrioIrene.

Leia também: Como as bandas que foram marcadas por tragédias tocaram suas carreiras?

“Joia”, de 1975

Depois do período da Tropicália, “Joia” foi o álbum que representou uma mudança na sonoridade de Caetano e abriu o caminho para outros clássicos, como “Doces Bárbaros” e “Bicho”. As músicas foram compostas no exílio, numa época em que o baiano estava em ascensão criativa, mas impedido de mostrar seus trabalhos. Os destaques são JoiaMinha MulherPipoca ModernaCanto do Povo de Um Lugar.

“Totalmente Demais”, de 1986

O disco de 1986 foi gravado ao vivo é um registro da turnê que Caetano vinha fazendo naquela época. Mais de 20 anos depois do início da carreira, o registro é um importante resumo de tudo que Caetano tinha feito até ali e traz novas versões de músicas como Vaca ProfanaO Quereres. Os destaques são Pra Que MentirDom de IludirTotalmente Demais.

Leia também: Aphex Twin e Justice brilham no NOS Primavera Sound, em Portugal

“Transa”, de 1972

Considerado o melhor disco da carreira de Caetano Veloso, “Transa” foi gravado no exílio do músico em Londres. Ao contrário dos álbuns anteriores, esse tem um tom mais melancólico, que representa bem o momento turbulento pelo qual o País estava passando. A tracklist mistura músicas em português e inglês e traz clássicos como You Don’t Know MeNine Out Of TenTriste BahiaNostalgia.

Autor: Tags: , , , ,